Nem Um Pouco Épico

10 MOTIVOS PARA VER BOK JOO SE VOCÊ GOSTA DE ROMCOMS

tumblr_ohjbjlJnis1rzk6m3o2_540

OLÁ, NUPEANOS! Estamos aqui, eu e Val, para mais um post de amor a um drama coreano. Esse drama já foi recomendado no últimos 2 posts que eu participei/fiz, porém a gente PRECISAVA compartilhar motivos COM SPOILERS para vocês também verem. Esse post foi escrito a seis mãos, com participação de outra amiga nossa. Então, se você NUNCA viu drama coreano mas AMA comédias românticas, este é o seu drama. De todos os dramas que eu vi nesses quase dois anos vendo dramas, nunca vi um drama tão diferente e, digamos, perfeito.

Se você ainda tem dúvidas do porquê a gente ama tanto A Fada do Levantamento de Peso, Kim Bok Joo, aqui estão nossas razões (COM SPOILERS, ESTEJA AVISADO) para você assistir a essa maravilha do mundo moderno:

Read more

Coreanos e zumbis, eu aprovo: Invasão Zumbi

Train to Busan

Queria poder dizer para vocês que o que me instigou a ver Invasão Zumbi foram os seguintes motivos: Gong Yoo (crush eterna desde Coffee Prince), Sohee (ex-Wonder Girl) e o meu amor por filmes coreanos antes mesmo de entrar nos mundos do k-pop e dos k-dramas (agradeço Park Chan-Wook e a Trilogia da Vingança por isso). Claro que tudo isso ajudou, mas a verdade é que o que me atraiu foram os zumbis. 

Acredito que minha saudável obsessão por histórias de zumbis seja de conhecimento geral, mas se você não sabia, aqui vai: eu tenho uma saudável obsessão por zumbis.

Para mim, histórias envolvendo esse tipo de apocalipse conseguem ser empolgantes, emocionantes, frustrantes e estranhamente relaxantes (geralmente), e eu amo ver os personagens se desenvolvendo em um cenário extremo que os obrigam a pensar em incontáveis métodos de sobrevivência, ver como eles lidam com o abalo emocional e psicológico de ter um mundo destruído que nunca voltará a ser o que era, sem contar com o risco de contaminação que levam a mais crises emocionais e psicológicas e todas as implicações morais. E as minhas histórias favoritas são aquelas que mostram o comecinho da contaminação, quando o mundo está de boa na lagoa e, de repente, não está mais.

Junte tudo isto em um filme com um ótimo enredo, pitadas de humor, uma boa execução, e temos Invasão Zumbi.

Read more

Meus dramas de 2016!

folhas

Pra quem acompanhou todo esse meu amor por kpop e doramas, sabe que eu só entrei nesse mundo em 2015 assistindo My Love From Another Star na Netflix. Um ano e nove meses depois estou com milhares de amores, 21 dramas e 3 webdramas terminados e 9 começados. A maioria eu assisti no ano que acabou e então, aqui vai minha listinha de recomendações! (na ordem de amorzinho/veria de novo)

Read more

❤♬ Colaborações Apaixonantes ❤♬

Podemos falar o que for de 2016, mas não podemos esquecer que tivemos um ano muito qualitativo no mundo das artes. Filmes, livros, música e etc foram consumidos em larga escala, e, com a ajuda da tecnologia, isto tende a crescer ainda mais no ano que vem por aí.

Bem, como eu dormi no ponto e perdi o post de natal que a Equipe Nupe<3 preparou para vocês, selecionei as minhas colaborações musicais prediletas lançadas ao longo do ano. Sobre elas, eu poderia até ter escolhido as mais dançantes ou outras com um tema distinto das que vocês vão ver, todavia, eu achei legal revelar que um guilty pleasure que tenho é ouvir duetos românticos. Um dia descubro o porquê.

tumblr_nn52a81id81urhz0qo1_500Então, vamos lá!

  • 1

Com a chegada do Natal, chegam os parentes distantes, a sua mãe mandando você sorrir para os primos, sua tia com aquela rabanada maravilhosa. E, claro, sua avó pede para você não esquecer de ligar a tevê na hora do especial do cantor Roberto Carlos que, como todos sabemos, tem presença garantida na telinha todo natal. Só que esse ano quando você ligou seu televisor queria ver o rei muito mais que seus parentes. Isto porquê durante o especial, o cantor revelou como foi sua ida à Los Angeles para gravar uma música, em nosso idioma e também em espanhol, com a multi-artista Jennifez Lopez. Read more

E chegou mais um natal… =D

Resultado de imagem para hogwarts christmas gif

Todo ano tem post de natal e apesar de tudo o que aconteceu este ano, esta não é uma tradição que vamos quebrar!

Sejamos bem sinceros aqui, 2016 foi um ano horrível para todos nós. 

Aconteceu tanta coisa ruim no mundo, tanta desgraça atrás da outra que, em resumo, parece que o ano foi uma grande bosta e que 2016 definitivamente foi o pior ano de nossas vidas. E, sim, o ano foi péssimo, entretanto ele não teve apenas coisa ruim, sabem? Não queremos apagar as pequenas felicidades que tivemos porque todo resto que aconteceu se resume a uma grande e vazia escuridão, e estamos no natal e esta é uma época em que refletimos sobre as coisas que somos gratas e que aconteceram durante o ano (geralmente, né). 

Pensando nisto, decidimos fazer um post natalino um pouquinho diferente do que temos o costume de escrever: uma galera do NUPE se uniu para compartilhar com vocês três coisas que gostamos muito em 2016 e que fizeram ele valer a pena para nós! 

Read more

5 séries excelentes de 2016

O ano não foi dos melhores, mas é fato que estamos vivendo numa época maravilhosa da televisão. Abaixo estão as cinco melhores séries que eu vi e que estrearam esse ano com uma lista bônus com outras séries tão excelentes quanto as cinco que vou indicar agora, porque eu sou incapaz de fazer listas que sejam curtas!

Read more

Motivos para assistir Yuri!!! on Ice

yuri-on-ice

Antes de começar com os motivos para te convencer a assistir Yuri!! on Ice, vou dar um resuminho da história!

O anime conta a história de Yuri, um atleta da patinação do gelo que está representando o Japão na final de um Grand Prix, mas que acaba ficando em último lugar na competição por vários motivos: a pressão de ser um dos melhores do mundo numa final mundial, a morte do cachorro dele, um competidor promissor falando que ele é um desastre e deveria desistir logo e ainda tem o fato de que ele vai competir com o ídolo que o fez entrar na vida de patinação do gelo e o melhor patinador mundial, o russo Victor Nikiforov. Após a derrota desastrosa, Yuri volta para sua cidade natal e, por conta do estresse, ele come compulsivamente e ganha uns quilinhos, mas isto não o impede de ir para o rinque o mais rápido possível e mostrar para sua amiga de infância, Yuuko, o programa que Victor apresentou no campeonato mundial. A performance acaba sendo filmada, o vídeo é colocado na internet e viraliza a ponto de chegar nas mãos de Victor, que acaba ficando encantado e decide ir para o Japão para conhecer um pouco mais sobre o Yuri e ajudá-lo a chegar ao topo (claro que umas coisas acontecem no meio antes dele aceitar o Yuri completamente. Oi, Yurio!!!). 

Pronto, agora vocês já sabem o enredo, então vamos para os motivos!

Read more

Clint Eastwood e Tom Hanks se encontram em ‘Sully – O Herói do Rio Hudson’

sly_rl01_v04.11_grdfinal_rec709legal.00087270.tiff

Nova York nunca mais será a mesma depois do fatídico 11 de setembro de 2001, um dia que entrou para história da cidade e para memória dos norte-americanos, quiçá do mundo. Não obstante, anos mais tarde, para ser mais precisa, em 15 de janeiro de 2009, a metrópole teve um outro grande susto, contudo, este veio a se concluir surpreendentemente bem. Em especial, no que se refere a situações envolvendo aviões e seus passageiros.

Aquela história, aliás, era inusitada devido a um piloto realizar, pela primeira vez, um pouso de emergência em pleno rio Hudson e todos os passageiros sobreviverem a queda. O momento de tensão vivido por aquela tripulação foi contada no livro ‘Sully, O Herói de Hudson‘, escrito por Jeffrey Zaslow em parceria com o capitão da aeronave, Chesley Sully Sullenberger. O acontecimento intrigante foi adaptado para os cinemas pelo roteirista Todd Kormanicki e conta com a direção de Clint Eastwood. No papel principal, encontramos o consagrado ator Tom Hanks, e aparecem também no elenco: Laura Linney, Aaron Eckhart, Mike O’Malley, Anna Gun, Jamie Sheridan e Valerie Mahaffey.

O recorte traz o dia frio de janeiro de 2009 onde o capitão Chesley “Sully” Sullenberger (Tom Hanks) se preparava, junto ao seu co-piloto Jeff Skiles (Aaron Eckhart), para decolar do aeroporto LaGuardia, em Nova York. Instantes após o feito, uma revoada de pássaros atingiu as turbinas do avião. A aeronave ficou gravemente danificada e Sully considerou que a melhor alternativa era fazer um pouso forçado em pleno rio Hudson, diferentemente do que a torre de controle o indicou. A iniciativa, felizmente, foi um sucesso, pois acabou salvando todos os 155 passageiros a bordo. O capitão foi imediatamente transformado em um grande herói nacional, porém, a agência de regulação aérea dos Estados Unidos não o isentou de enfrentar um rigoroso julgamento sobre o ocorrido.

sly_rl03_v05.18_grdfinal_rec709legal.00283209.tiff

Sully (Hanks) e Skiles (Eckhart) apreensivos com a contagem dos passageiros

Read more

A Chegada, de Denis Villeneuve

tumblr_ogtgmgvyfx1qetb0ho1_1280

A nossa realidade angustiante de nações dividas, no que se refere a votação de eleições presidenciais, saída ou não de blocos econômicos e até mesmo da questão dos refugiados, é  o reflexo claro de que não há respeito ou apreço pela ideia alheia, somente confronto de opiniões e ruídos na comunicação. Uma pena, pois a falta de cooperação retarda ainda mais a construção de um mundo melhor. Mas é onde a vida falha que a arte surge para lhe dar novo significado. E o lançamento da Sony Pictures para esta quinta-feira(24), ‘A Chegada‘, ficção científica dirigida pelo canadense Denis Villeneuve (Sicário), tem sim esta missão.

No longa, é proposto ao espectador quase duas horas de reflexão sobre uma gama de temas complexos e, como mencionado antes, a comunicação entre os seres humanos é um deles. Mas Villeneuve vai além e brinca com a ciência, com o misticismo e diz com clareza ao público: abram os olhos. O enredo é uma adaptação do short-story ‘A História da sua vida e outros contos de Ted Chiang‘ onde a especialista em linguística Louise Banks (Amy Adams) tem um encontro com seres interplanetários, após ser procurada por militares do governo norte-americano para traduzir sinais e desvendar se os alienígenas representam uma ameaça ou não para a humanidade. Durante o trabalho de tradução, a Dra. tem ainda o auxilio do físico Ian Donnely (Jeremy Renner). Juntos eles correm contra o tempo para desvendar o mistério da chegada destes seres a doze países ao redor do globo e possivelmente evitar conflitos entre eles.

cartazes-lente
As naves alienígenas representam não só referências ao mundo do cinema, como também, se assemelham a lentes de contato

O filme trabalha com narrativa não-linear. Ou seja, em diversos momentos, ele se interrompe, para contextualizar acontecimentos importantes e estes dizem respeito a vida da personagem de Amy Adams. Quando os aliens chegam a terra, a acadêmica ainda está em sala de aula. Aliás, naquele momento Banks explica aos alunos sobre a origem das línguas tidas como românticas, e olha que intrigante, ela menciona o português e detalha uma leva de informações sobre o idioma. Ali a conexão da fala da personagem faz uma ótima alusão a linguagem alien. Esta que a Dra. desconhece, mas é requisitada a estudar junto ao físico Donnely (Renner). Ambos trabalham não só com a equipe estabelecida em solo estado-unidense como também com os outros onze times ao redor do mundo. Afinal, descobre-se que aqueles visitantes querem algo muito além do que guerra.

Read more

Elis

123elis

Considerada uma das melhores cantoras brasileiras pela revista Rolling Stone Brasil, Elis Regina foi uma mulher a frente de seu tempo. Iniciou sua carreira musical aos 13 anos de idade e não se contentou com pouco. Perambulou por diversos gêneros na música, participou de ‘n’ festivais, foi também apresentadora de programas na tevê, formadora de opinião, e é, sem dúvida, uma das artistas mais originais que já abrilhantaram os palcos deste país e mundo afora também.

Elis Regina Carvalho Costa, a pimentinha (apelido carinhoso dado à ela por Vinicius de Moraes), estourou em meados dos anos 60 e veio a falecer em 1982, de forma trágica. De lá pra cá, a cantora já foi homenageada por inúmeros ramos do entretenimento. Em 2012, seus filhos organizaram uma leva de honras ao seu trabalho com exposições, um livro e um documentário. Além disso, a vida da artista também foi parar no teatro em forma de musical. E agora a história de Elis será também contada nos cinemas pelas lentes de Hugo Prata, um experiente condutor de programas televisivos e também de videoclipes musicais.

Quem dá vida a esta estrela inesquecível é a atriz Andreia Horta (Muita Calma Nessa Hora) e também estão no elenco: Caco Ciocler, Zécarlos Machado, Rodrigo Pandolfo, Lúcio Mauro Filho, Júlio Andrade, Ícaro Silva e Gustavo Machado. O longa saiu vencedor na categoria ‘melhor filme’, segundo o público do 44º Festival de Gramado (2016), e também rendeu o prêmio de ‘melhor atriz’ para Horta. Sua estreia em circuito comercial está marcada para a próxima quinta-feira (24).

11624159
A atriz Andrea Horta faz um retrato incrível da cantora

O recorte do diretor traz Elis Regina (Horta) deixando sua terra natal, no Rio Grande do Sul, e partindo para a Cidade Maravilhosa acompanhada pelo pai Romeu (Zécarlos Machado) com o compromisso de gravar um disco, porém, os planos são adiados por um contratempo. O pai resolve levá-la então de volta a Porto Alegre, pois precisa de dinheiro, mas a moça é persistente e acaba sabendo que estão fazendo chamadas para testes de novas cantoras no Rio e convence Romeu (Zécarlos Machado) a deixá-la participar. Não demora muito e ela conhece as pessoas certas para sua carreira ascender e conquistar uma legião de fãs. Entre eles, os produtores Luis Carlos Miéle (Lúcio Mauro FIlho) e Ronaldo Bôscoli (Gustavo Machado). Elis entra de cabeça na música e se envolve não só nos festivais do ramo como também na nova onda de programas apresentados por músicos. Além disso, o espectador têm a chance de conhecer detalhes da vida pessoal da cantora, desde os seus romances, a chegada de seus filhos, sua relação com os amigos, até sua ida para a fora do país fazer turnê, o que, por fim, ocasiona um dos piores dramas enfrentados pela cantora, pois ao voltar ao Brasil sofre pressão dos militares para andar na linha.

Read more

Scroll To Top