Todos os posts de Leticia Zumaeta

23 anos, escritora, leitora voraz, lufana, feminista e vinda diretamente da terra do dendê

O Cidadão Incomum, de Pedro Ivo

15203226_1206987516061091_2006007959383776375_nEra pra ser uma noite comum na vida de Caliel quando ele descobre que pode voar. Não há respostas, e as perguntas de sempre deixam de fazer sentido. Em velocidade estendida, perto da Lua, ele contempla a cidade que se move em três dimensões. Seu corpo, no entanto, flutua à revelia do tempo – ao menos, de como o conhecemos.

As cores estão diferentes. O clima. O cheiro. Criaturas rastejam pelas sombras do centro da cidade. O sangue circula em câmera lenta pelas veias de Caliel, mas não se trata apenas de poderes e transformações físicas, não, isso seria simplificar essa história. É preciso olhar mais de perto, para o lado de dentro, onde se constrói um homem. Só assim é possível ouvir a dor e a angústia de Caliel em seus passos quebrados pela metrópole. Continue lendo O Cidadão Incomum, de Pedro Ivo

Litbaits: um jeito diferente de incentivar a leitura de clássicos

“Um clássico da literatura.” Você já deve ter escutado essas palavras em alguma aula de Literatura que provavelmente te fez bocejar. Convenhamos: na maioria dos casos, o jeito de se estudar Literatura nas escolas não é algo muito interessante. Na verdade, até costuma desencorajar o jovem à leitura de obras clássicas, que logo são interpretadas como chatas, maçantes, inacessíveis ou cansativas. Aquela velha leitura forçada que termina com um: “não entendi nada.” Às vezes, a pessoa até gosta de ler – como eu –, mas – como eu – não consegue controlar o tédio quando é apresentada pela primeira vez a livros que tem a “obrigação” (escolar ou moral) de ler.

tumblr_nv9jmkL7Ca1s6ayelo1_500

É aí que entra a estratégia da livraria The Wild Detectives, dos Estados Unidos: eles usaram a internet como uma forma de despertar a curiosidade sobre obras clássicas. Como? Usando clickbaits – ou, nesse contexto, litbaits (lit = literária; bait = isca) que redirecionavam o leitor a textos integrais de obras em domínio público. Basicamente, transformando livros clássicos em manchetes sensacionalistas que acabavam gerando interesse nos curiosos. Continue lendo Litbaits: um jeito diferente de incentivar a leitura de clássicos