#TeoremaJohnGreen – Nerdfighteria: O que é? O que come? Como se reproduz? Onde vive?

Selo-Semana-John-Green

Antes de mais nada, quero esclarecer que na semana #CulpaDoJohnGreen, a Marina fez um post no Literalmente Falando (da Iris) sobre o que são os Nerdfighters (você pode ler esse post aqui).

Gente, GENTE.

A Marina fez uma monografia sobre comunidades virtuais e focou na nerdfighteria.

ELA. FOCOU. NA. NERDFIGHTERIA. 

(repetindo com capslock e pausa para que vocês tenham consciência de que meu post sobre a comunidade não chegará nem aos pés do dela, então, DIMINUAM AS EXPECTATIVAS DE VOCÊS. HUMPH.)

Agora que estão todos avisados e preparados, vamos ao que interessa.

O que é a Nerdfighteria? A Nerdfighteria é uma seita comunidade criada pelos os irmãos John e Hank Green através do vlog deles no Youtube (vlogbrothers).  As pessoas que

(não sei de quem é a imagem, mas gostei muito dela e estou usando XD)
(não sei de quem é a imagem, mas gostei muito dela e estou usando XD)

compõem essa comunidade não são feitas de ossos ou pele ou músculo, mas sim, feitas de Maravilha sou uma mulher maravilha (!!!) e, essas pessoas, são conhecidas como Nerdfighters. O principal objetivo da Nerdfighteria e, consequentemente, dos nerdfighters é lutar contra o World Suck (ou As Coisas Ruins do Mundo, como eu gosto de chamar).

Como a Nerdfighteria se reproduz? Este é um questionamento extremamente relevante e interessantíssimo, considerando que a Nerdfighteria cresce mais e mais a cada dia que passa. A Nerdfighteria cresce através da reprodução dos nerdfighters e existem vários fatores que levam ao nascimento de um nerdfighters:

1. Fator biológico: Um-Nerdfighter encontra Outro-Nerdfighter e eles se amam muito, então Um-Nerdfighter planta uma sementinha dentro do Outro-Nerdfighter e nove meses depois, nasce um Bebê-Nerdfighter. Mas há outro forma de reprodução biológica, Um-Nerdfighter junto com Outro-Nerdfighter e, juntos, eles decidem que estão preparados para adotar e amar um Bebê-Nerdfighter.

2. Fator “eu quero ser, eu sou”: Como o próprio nome do fator diz, tudo o que uma pessoa precisa para ser um nerdfighter é apenas querer. Se você quiser ser um nerdfighter, você automaticamente VIRA um nerdfighter e voilà! (mas tem que lutar contra o World Suck, hein!!) (querer é poder na Nerdfighteria)

O que a Nerdfighteria come? A Nerdfighteria como um todo, bom, ela come. Fato. Porque até pessoas feita de Maravilha precisam se alimentar. No entanto, se você perguntar para cada criatura que compõe a comunidade (1. um nerdfighter; 2. também conhecido como, provavelmente, VOCÊ) o que ele come, você obterá as mais variadas respostas, a dieta de cada nerdfighter muda de acordo com sua região de origem e preferência alimentar. 

Onde a Nerdfighteria vive? O endereço da Nerdfighteria é:

Planeta Terra, 
Sistema Solar, 147.1
Galáxia Via Láctea
Universo – NE  (No  Edge) 

No entanto, se estivermos falando de nerdfighters específicos, bom… Isso são outros quinhentos. Isso vai depender muito de onde o tal nerdifighter mora, mas eles basicamente podem ser encontrados em qualquer lugar do mundo.

No Brasil é possível encontrar  nerdifighters em qualquer lugar do país (falo seríssimo. Tem um nerdfighter que mora no Acre. De verdade. Ele é uma pessoa que existe mesmo. Assim como Acre existe, mas vocês entenderam o ponto). E há até uma comunidade virtual para os nerdfighters brasileiros no facebook onde nerdfighters do país trocam ideias, arranjam novos amigos, combinam saídas e fazem o possível para diminuir o World Suck. =D

(acho que agora é a hora em que o Globo Repórter se encerra e eu começo a falar sobre algo de forma séria sobre algo muito, mas muito legal sobre a Nerdfighteria Brasileira)

A comunidade brasileira dos nerdfighters é tão unida, que um dos próprio John Green fez  um vídeo sobre a Nerdfighteria Brasileira à pedido da Erika  (ele SEMPRE pronuncia o sobrenome das mais variadas formas para tentar acertar. Pobre Erika. Aliás, ela é a Charizard do Nerdfighters Brasil):

O vídeo é grande e, infelizmente, não tem legendas, mas em resumo, ele comenta que dentro de tantas pequenas comunidades dentro da própria Nerdfighteria, nós, nerdfighters brasileiros, conseguimos nos destacar por sermos um grupo relativamente grande e bastante unido.  Ele destaca que achou muito legal o fato de termos um feito um grupo de pressão (ou “lobby”, como o John chamou XD) para que “Quem é você, Alasca?” fosse publicado no Brasil e termos feito o possível e o impossível para que “A Culpa é das Estrelas” fosse um sucesso grande o suficiente para que outro livro dele fosse publicado (não, ninguém foi comprado para divulgar o livro, como disseram as más línguas. Praticamente ameaçamos a Intrínseca para poder fazer a #CulpaDoJohnGreen no ano passado): “O Teorema Katherine”. 

(PARABÉNS, SEUS LINDOS, NÓS CONSEGUIMOS!!!)

(okay, a Intríseca já tinha comprado os direitos dos livros do John, no entanto, ter os direitos não é o mesmo que publicar. Tem várias editoras que fazem isso por aí, comprar os direitos e não publicar os livros)

Mas vamos deixar claro que o John ter falado abertamente da comunidade brasileira não quer dizer que somos melhores ou que ele goste mais da gente do que dos outros, okay? Porque, oi, não somos. Ninguém melhor que ninguém e quem acha o contrário está propagando o World Suck e está agindo como um anti-nerdfighter. O que o John está querendo dizer nesse vídeo é que a união faz a força e ele ficou genuinamente surpreso que o impacto dele tenha chegado no Brasil, basicamente, mas não com as mesmas palavras e tals.

Ugh.

Vou parar por aqui, porque se eu continuar vou escrever um livro sobre como a Nerdfighteria, os nerdfighters, os irmãos Grimm Green são lindos e como eu acho maravilhoso quando as pessoas se unem para conseguir as coisas boas que elas desejam e como todo mundo deveria ser unido assim! <3

Esse é o último dia desse especial e espero que tenham gostado! O próximo post vai ao ar às 17h no Literalmente Falando e o resultado da promoção vai sair às 20h no Este Já Li!

Comentários
Val

A Rainha do Contra e das Reclamações. Quando não está discordando ou reclamando da Vida, do Universo e Tudo o Mais, pensa em como sobreviver à uma invasão zumbi. Toma banhos iluminadores e protege o mundo das Temíveis Criaturas que Vivem em seu Quarto.

  • Charizard

    YEY!!! FUI MENCIONADA NO POST!!! =D

  • Letícia

    O resultado da promoção de vocês não saiu, quando vão dizer quem venceu?

  • Bell

    Olá, meu amor. Se você nos segue no twitter pessoal, deve ter visto que estamos todos viajando nesse fim de semana. Na segunda-feira estamos de volta e anunciamos os vencedores! :)

  • Bruna Andrade

    Andei esbarrando por aí com uns nerdfighters pela internet e quando descobri que era coisa do John Green (e do irmão que eu não conhecia) eu comecei a vê-lo com outros olhos. Quando eu vi ele com uma camiseta dizendo "Holden Caulfield thinks you're phony", então, eu cedi. Certamente John Green não é um escritor mais do mesmo e agora estou muito mais curiosa quanto aos livros dele! Espero poder ler logo. Beijos!

  • Renata Sarah

    Ah cara,queria me ajuntar aos nerdfighters,mas acho que ainda me falta muita informação, admiro demais a força de vontade que vocês tem,e espero que seja "plufth" e eu consiga me ajuntar aos nerdfighters brasileiros! (⌒▽⌒)

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *